anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio
MATÉRIAS
Com gol de mão do Peru, Brasil perde por 1 a 0 e esta eliminado da Copa América Centenário

14/06/2016 - 00hs00 | Futebol

Sexto colocado nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 e preparando-se para as Olímpiadas do Rio de Janeiro em agosto (a seleção que disputa o ouro é Sub 23, mas pode ter até três jogadores acima dessa idade), o Brasil começou a Copa América Centenário tentando amenizar com bons resultados a ma fase sob o comando do técnico Dunga. No ano passado, na edição regular do torneio, o Brasil foi eliminado pelo Paraguai nas quartas de final. Este ano, na edição comemorativa de 100 anos da Copa América, a seleção tentava um resultado melhor.


Brasil x Peru

Após empate sem gols na estréia contra a seleção do Equador - quando foi ajudada pelo juíz que invalidou um gol legítimo dos equatorianos após falha de Alisson, goleiro do Brasil - e da goleada de 7 a 1 sobre o fraco Haiti, nossa seleção entrou em campo precisando da vitória. O Equador havia vencido o Hati e garantido a vaga para as quartas de final. O Brasil precisava de uma vitória ou de um empate diante do Peru para ir para a próxima fase do torneio.


No primeiro tempo o Brasil foi superior ao Peru, mas não conseguiu abrir o placar. Sem apresentar um grande futebol, foram poucas as chances criadas pela seleção, que efetivamente não levou perigo a meta peruana, exceto em dois chutes de Gabriel contra o goleiro Gallese e e uma oportunidade de Willian. Quem roubou a cena mesmo foi o árbrito da partida, que não deu pênalti para o Peru, em um lance de Renato Augusto contra Flores e não ouviu as reclamações dos brasileiros que queriam pênalti sobre Lucas Lima.


No segundo tempo, o Peru voltou determinado e veloz, mas ineficiente. O Brasil seguia com o mesmo futebol apagado do primeiro tempo, sem ameaçar o Peru. Hulk substituiu Gabriel, mas o time não rendeu. Aos 32 do segundo tempo, após 3 minutos de dúvida (uma lambança histórica), o árbitro validou um gol claramente feito com as mãos pelos peruanos, marcado por Ruidíaz. O lance polêmico deixou a seleção revoltada, mas o time não reagiu para mudar o placar. O jogo foi até os 51 minutos do segundo tempo. Dunga ainda tinha duas substituições, mas não mexeu no time. Ganso, Jonas e Lucas, que estavam no banco, não entraram mesmo com o Brasil precisando do resultado. Os que estavam em campo partiram para jogadas desesperadas que pararam nas mãos do goleiro do Peru.


Quando o árbitro apitou, estava sacramentado o vexame. Ainda que o gol tenha sido injustamente confirmado, o Brasil não apresentou um futebol convincente. Além de só fazer gol contra o Haiti, foi o único time que sofreu gol da seleção do Haiti, última do grupo com 0 pontos e -11 gols de saldo. Pouco ofensivo - principalmente contra o Equador - pouco criativo e pouco eficiente, o Brasil foi eliminado na primeira fase da Copa América pela primeira vez desde 1987. Na noite gelada de domingo no Brasil, um futebol ainda mais frio congelou de vez as esperanças da torcida.

Giro do Esporte - 2016        Home | Matérias | Campinas | Agenda | Brasileirão | Resultados | Memória | Contato        Proprietária: Érica Tito / Web Designer: Rafael da Silva Polato