anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio
MATÉRIAS
Cleveland Cavaliers é campeão da NBA em jogo épico; equipe de LeBron James supera Warriors com virada histórica

20/06/2016 - 01hs30 | Basquete

De todas as formas possíveis, a NBA viu a história acontecer na temporada 2015/2016. Se na temporada regular, o Golden State Warriors ja havia conseguido a proeza de bater o recorde do Chicago Bulls de 1995 e ter o maior número de vitórias numa mesma temporada regular, nas finais, outra façanha seria conquistada, dessa vez pelo Cleveland Cavaliers. Uma temporada de dois times, dois feitos, mas apenas um campeão conhecido num sétimo e épico jogo, disputado na noite de domingo, 19 de junho.


Nas finais tudo parecia estar caminhando para um desfecho óbvio: o bi-campeonato do Golden State Warriors, de novo, sobre o Cleveland Cavaliers. Após abrir 3 a 1, vencer mais um jogo seria uma tarefa fácil para um time com Stephen Curry (e suas incríveis bolas de três pontos) e Klay Thompson. Mas do outro lado havia um jogador obstinado a calar as críticas que recaíam sobre ele: LeBron James. E assim, o improvável passou a ser possível, quando o Cleveland venceu dois jogos seguidos e empatou a série em 2 a 2, sendo uma das vitórias na casa do Warriors, quando o time poderia ter fechado a série e conquistado o título


O feito de levar a final ao jogo 7 não foi inédito. Mas vencer o último jogo e conquistar o título após estar perdendo de 3 a 1 jamais havia sido feito. LeBron James sabia disso e liderou seu time, tendo ainda ao seu lado o talento de Kerry Irving. Quando a bola subiu para a grande final em Oakland, Califórnia, a Oracle Arena lotada viu um jogo amarrado, emocionante e digno de uma final. O equilíbrio entre as duas equipes era muito grande e a alternância a frente do placar mudava a toda hora. Curry e Klay não estava em sua grande noite e Green puxou o Warriors e fez 22 pontos. Ao final do segundo quarto, o Warriors vencia por 49 a 42.


No início do terceiro quarto, Klay Thompson abriu 8 pontos de vantagem. JR Smith respondeu virando o placar e colocando o Cavaliers com 6 pontos a frente. Sempre que um dos times tentava abrir alguma vantagem, logo o outro time corria atrás do prejuízo. O jogo parecia - e talvez merecesse - ir para a prorrogação, ja que visivelmente nenhum dos dois times conseguia se distânciar no placar. O terceiro quarto terminou em 76 a 75 a favor do Warriors. Nada estava decidido.


No ginásio faltavam três minutos para o fim do último quarto e o placar era de 89 a 89. Os dois times envolvidos na tensão de uma partida que ja estava na história da NBA não acertavam mais nada. Igoudala tentou, mas LeBron James (o dono do jogo, sem dúvida) aplicou um toco histórico. E se os Cavaliers não acertava bolas de três no início do jogo, ironicamente, uma bola de três decidiu uma temporada. A menos de um minuto do fim e com o jogo ainda empatado, Kerry Irving arremessa e faz três pontos. Pode-se dizer que foi a bola do título, embora numa falta dura sobre LeBron, o mesmo ainda marcou dois lances livres para o Cleveland. Faltando trinta segundos, antes mesmo dos lances livres, Curry lançou para três, mas a bola bateu no aro encerrando qualquer chance de evitar a derrota. Cleveland Cavaliers 93, Golden State Warriors, 89. A história havia sido escrita.


LeBron se ajoelhou no chão da quadra em lágrimas com o time do Cleveland Cavaliers comemorando o feito histórico. Eleito MVP (jogador mais valioso) por unânimidade, LeBron James, pela terceira vez campeão da NBA, cumpriu a promessa de levar seu time atual ao título inédito do basquete americano. Um título que a cidade de Cleveland esperava há 52 anos. Nas finais, LeBron foi protagonista e no jogo 7 fez um recital com 27 pontos, 11 rebotes e 11 assistências. Curry pouco decisivo na série decisiva e fez apenas 17 pontos no jogo final. Foi ofuscado em todos os sentidos LeBron, levando inclusive um toco. Depois do jogo, em entrevista, Curry assumiu a culpa pela derrota: "Isso vai continuar a me perseguir por um tempo, porque para mim isso significa muito, ser o líder da minha equipe e fazer o que é necessário, na quadra e em grande momentos (...) Eu fiz isso antes, mas eu não fiz essa noite". LeBron fez e levantou o título.

Giro do Esporte - 2016        Home | Matérias | Campinas | Agenda | Brasileirão | Resultados | Memória | Contato        Proprietária: Érica Tito / Web Designer: Rafael da Silva Polato