anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio

anuncio
MATÉRIAS
Polônia, País de Gales e Portugal avançam para as quartas de final da Eurocopa em dia de duas prorrogações e pênaltis

26/06/2016 - 05hs50 | Futebol

Eurocopa

Duas prorrogações e uma decisão por pênaltis. O mata mata da Eurocopa, com a disputa das oitavas de final, começou neste sábado (26) na França com três partidas. Em duas delas, dois craques do futebol mundial conduziram suas seleções as quartas de final sem terem feito gols.


Suíça x Polônia


Blaszczykowski abriu o placar para a seleção da Polônia ainda no primeiro tempo, enquanto Lewandowski, astro da equipe e do Bayern de Munique vinha tendo uma atuação ruim no jogo. No segundo tempo, uma pintura de Shaqiri - de voleio - empatou a partida. A Suíça bem que tentou virar, mas o goleiro polonês Fabianski fechou o gol e manteve o empate do tempo normal em 1 a 1. Na prorrogação, ele voltaria a fazer diferença diante de uma Suíça que de novo foi melhor, mas não evitou que a decisão fosse para as penalidades.

O suíço Lichtsteiner e o polonês Lewandowski convertaram as primeiras cobranças. Xhaka impôs força demais e chutou pra fora o segundo pênalti suíço. Milik (POL), Shaqiri (SUI), Glik (POL), Schär (SUI), Blaszczykowski (POL) e Ricardo Rodríguez (SUI) converteram com precisão e ao final da quinta cobrança convertida por Krychowiak, a Polônia comemorou a classificação por 5 a 4 nos pênaltis.


País de Gales x Irlanda do Norte


Gareth Bale não foi necessariamente o autor do gol da classificação do País de Gales. Mas seu cruzamento acabou sendo decisivo para que McAuley marcasse contra aos 30 do segundo tempo. O jogador do Real Madrid, artilheiro da Eurocopa, é o grande nome da seleção galesa que passou pela Irlanda do Norte pelo placar de 1 a 0. Num jogo equilibrado, os dois países britânicos tiveram chances de marcar. No primeiro tempo a Irlanda do Norte levou mais perigo, ainda que a posse de bola tenha sido maior do País de Gales e que os dois tenham tido o mesmo número de chances de finalizar. No segundo tempo, os norte irlandeses tentaram repetir a boa atuação, mas os galeses se mostraram mais ofensivos e num lance decisivo garantiram vaga nas quartas de final.


Croácia x Portugal


No tempo normal e na prorrogação, Croácia e Portugal não ofereceram aos espectadores uma belíssima partida. Os croatas Modric e Rakiti e o astro português Cristiano Ronaldo estavam apagados. Nada mais justo que 0 a 0 nos 90 minutos, em que pouco se chutou ao gol, com apenas uma chance para cada lado. Na prorrogação, os quinze primeiros minutos não diferenciaram muito do tempo normal. E se tudo levava a crer que mais uma classficação seria decida nos pênaltis, a emoção que faltou em 105 minutos apareceu na segunda etapa do tempo complementar.

Após um lance de perigo da Croácia, Cristiano Ronaldo puxou um belo contra ataque e entregou a bola para Renato Sanches num passe longo. CR7 então correu pela direita para se posicionar na área enquanto Sanches avançou e tocou para Nani cruzar para Cristiano Ronaldo. No chute direto do atacante do Real Madrid, o goleiro croata Subasic defendeu. Mas Quaresma, dentro da área, aproveitou a sobra e fez o gol da classifcação portuguesa aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação. Se Portugal é quase que totalmente dependente Cristiano Ronaldo, mesmo que ele tenha sido decisivo também desta vez, o gol foi fruto de um belo trabalho da equipe que estava bem posicionada. E assim Portugal avançou para a próxima fase, numa jogo em que um lance foi mais interessante que mais de 100 minutos de bola rolando.

Giro do Esporte - 2016        Home | Matérias | Campinas | Agenda | Brasileirão | Resultados | Memória | Contato        Proprietária: Érica Tito / Web Designer: Rafael da Silva Polato